5 livros para qualquer Paizão

Ninguém nunca falou que seria fácil. Mas, querer ser o melhor pai do mundo já um grande começo. Existem livros que irão te ajudar em todo o resto

Comportamento
Data: 8 de agosto de 2017
arte barbearia digital -10

Da descoberta da gravidez até os desafios de ser pai de um adulto, o caminho é longo. Da emoção de realizar os desejos típicos de uma grávida até participar da descoberta vocacional de um filho, os desafios são tremendos. É como diz o jornalista Carlos Henrique Schroeder, “nunca é fácil, não é divino nem heroico, mas é natural. E você tem horas de extrema beleza e lirismo, mas também de raiva e desalento, a até de desespero”.

 

Mas, sabe qual é a boa notícia? Essa é, sem dúvidas, uma das melhores fases da vida. Você, apenas, precisa estar preparado!

 

Na semana em que celebramos o Dia dos Pais o portal Barbearia Digital foi buscar na literatura as obras que poderão te dar aquela força na missão paternidade. Do trocar as fraldas ao equilíbrio emocional em lidar com a separação.

 

Conheça nossa prateleira do paizão!

 

Paternidade de A a Z. Ser Pai é bom, mas ser bom Pai é melhor ainda – Neste livro o pai encontrará uma reflexão objetiva sobre o seu papel na educação do filho. Através das letras do alfabeto, as principais questões sobre a convivência entre pai e filho são apresentadas. Após a apresentação do assunto, o pai encontrará questões a serem respondidas – o que o ajudará na solução de possíveis conflitos.

 

 
Paternidade de A a Z

 

Ex-marido, Pai Presente – Destinado aos homens que vivenciam cotidianamente o problema da alienação parental – situação em que a mãe afasta os filhos do ex-marido –, este livro traz informações fundamentais para aqueles que desejam evitar e reverter o problema, conquistando o direito de participar da vida dos filhos. Com dicas objetivas, ele é uma importante ferramenta para fortalecer a relação pai-filho.


Ex Marido Pai presente

 

Um Grande Garoto – Solteirão convicto Will Freeman acaba descobrindo, de modo inesperado, os deleites de ser pai. Resultado? Acaba sendo domesticado pelo carinho de suas companhias e de uma só vez vira pai postiço, num mordaz e cômico retrato das relações contemporâneas. O livro foi adaptado para o cinema com Hugh Grant no papel principal.


Um grande garoto

 

Os Abraços Perdidos – O livro do catarinense João Chiodini é a história de uma traumática [e autobiográfica, o que deixa o livro mais dilacerante ainda] relação entre pai e filho. A prosa é fluida e seca e constrói um painel da inaptidão que certas pessoas têm para estabelecer relações de afeto. Embora possa parecer espantoso o fato é uma triste realidade contemporânea.

 

Os abraços perdidos

 

DNA, Paternidade e Filiação – Dos tribunais para os dilemas enfrentados dentro dos lares, a obra tem a missão de analisar e discutir o intuito da prova e os diversos meios de prova para a determinação da paternidade no Direito de Família. Aprofunda-se no estudo sobre a eficácia do exame de DNA, com enfoque nas fragilidades que o teste apresenta tal qual é utilizado nos dias de hoje.

 

DNA

Barbeiro Digital