Vida independente: é para mim?

A decisão de sair da casa dos pais deve ser tomada com cuidado e planejamento. Está pensando em partir para morar sozinho? Ajudamos você a tomar a decisão correta. Vem aí a Barbados House

Comportamento
Data: 9 de agosto de 2017
arte barbearia digital -12

As mudanças de costumes no Ocidente têm feito com que os jovens não tenham mais tanta pressa em se casarem, e isso tem repercutido bastante na estrutura do tecido social. Falei difícil? Deixa-me explicar:

 

Se, antigamente, o casamento era o acontecimento que marcava a saída do filho do ninho dos pais para viverem sua própria independência [e isso ocorria cedo, no máximo até os trinta anos de idade] agora passou a ser extremamente comum, sobretudo nas grandes cidades, pessoas nesta faixa etária, que permanecem solteiras e sem qualquer plano de “juntar as escovas”, partirem em busca de um lugar para chamar de seu.

 

O fato é que, mesmo sem estar casada, muita gente passa a sentir a necessidade de ter o seu próprio “cantinho”, onde possa receber quem quiser com maior liberdade e privacidade, adotar seu próprio estilo de vida e ambientar o local conforme seu gosto.

 

Entretanto, na ansiedade de buscar a tal “liberdade”, não é raro encontrarmos marmanjos que acabaram deixando de analisar os prós e os contras dessa decisão. Assim, muitos acabam se arrependendo e, em alguns casos, precisando até voltar para a casa dos pais. Se você quer mesmo ir morar sozinho, deve considerar uma série de aspectos indesejados.

 

 

Imagem 1

 

 

A Barbados House

Está firme na ideia de ter sua própria moradia? Saiba que você não está sozinho. São os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE – que trazem a constatação. Entre 2005 e 2015, o número de pessoas que foram morar sozinhas passou de 10,4% para 14,6%; e os homens representam 50,3% desse total.

 

O portal Barbearia Digital também decidiu partir em busca desse “cantinho” e te antecipa todos os desafios e emoções de “morar sozinho” através do projeto Barbados House. Uma residência que irá retratar de modo real o cotidiano do homem que decidiu morar sozinho.

 

Afinal, como seria a casa do homem contemporâneo brasileiro?! Funcional, cheia de estilo e alto astral.

 

Para as mulheres, um recado: engana-se quem pensa que esse “fenômeno” é reflexo de uma escolha de vida solitária ou “solteirice” eterna. Para Leandro Queiroz, editor do portal Barbearia Digital, a decisão de morar sozinho poder ser, inclusive, um excelente laboratório para a futura vida do casal. “Os hábitos adquiridos nos novos domicílios são levados para a vida de casado; e o resultado são famílias que constroem lares e cotidianos conjuntamente. Nunca mais decidir a mobília do quarto será atribuição apenas da mulher”, analisa o jornalista.

 

E é, justamente, de olho no cotidiano dos nossos leitores que o projeto Barbados House inicia sua missão de ajudar aos homens que já bateram o martelo e disseram:

– Mamãe, até breve! #Partiu

 

 

arte barbearia digital -10

 

 

Está preparado?!

O primeiro passo é definir os critérios que irão pesar na hora de escolher o novo endereço. Localização e situação do imóvel são pontos importantes e que devem fazer a diferença na hora da decisão.

 

A partir daí surgem outros aspectos que devem ser analisados individualmente com base, sobretudo, na sua renda e disponibilidade para gastar na nova empreitada. Abaixo reunimos os cinco principais e te oferecemos aquelas dicas verdadeiras sobre o desafio de viver sob o próprio teto:

 

arte barbearia digital -11

 

Barbeiro Digital