‘Pokémon Go’ melhor que o Tinder?

Nos Estados Unidos, jogo teve o download liberado em 5 de julho e já pode ser encontrado em mais aparelhos que o aplicativo de relacionamentos

Tecnologia
Data: 16 de julho de 2016
[Créditos: Reprodução/Internet]

Procurar um amor ou pokémons? Parece que os norte-americanos estão preferindo a segunda opção, pelo menos desde que a Nintendo liberou o download de Pokémon Go para Android e iOS nos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia, em 5 de julho.

Desde então, o aplicativo já está presente em mais aparelhos norte-americanos [com Android] que o próprio Tinder [app de relacionamentos], sem falar que os downloads do jogo estão quase superando os do Twitter.

Desenvolvido em parceria com a Niantic, o Pokémon Go é um jogo que, por meio da realidade aumentada, permite que seus usuários interajam com o aplicativo e o mundo real ao mesmo tempo.

Com o game instalado e o GPS ligado, o usuário recebe notificações ao chegar perto de um pokémon no “mundo real”. Assim, é possível ver a criatura utilizando a câmera do smartphone e capturá-la apontando o aparelho em sua direção.

O aplicativo ainda permite outras interações – além da possibilidade de expandir a experiência com o uso do dispositivo Pokémon Go Plus – como batalhas contra criaturas selvagens do universo pokémon.

Desde o lançamento oficial, dados do Similar Web apontam que, entre os norte-americanos, 60% dos usuários usam o Pokémon Go todos os dias e costumam gastar cerca de 43 minutos e 23 segundos no jogo. A marca supera a média de tempo utilizada em aplicativos como Whatsapp, Snapchat e Instagram.

No Brasil, onde o game ainda não foi lançado, as buscas pelo Pokémon Go no Google cresceram tanto quanto nos EUA, de onde têm saído o maior número de buscas desde a liberação do aplicativo.

 

 

 

Barbeiro Digital