Amistoso com clima de Libertadores

Em amistoso contra o Cerro Porteño, o São Paulo mostrou que 2016 tem tudo para ser um ano de renovação e raça dentro de campo

Esporte
Data: 20 de janeiro de 2016
(Créditos: Divulgação)

 

Na última quarta, 20, o São Paulo foi ao Paraguai encarar o Cerro Portenõ, em um amistoso. O jogo abriu a temporada 2016 para o time paulista, que precisa voltar a acertar em campo para ganhar títulos. A última conquista do Tricolor foi uma Copa Sul-Americana em 2012, já a última vez que o time levantou uma taça do Campeonato Brasileiro foi em 2008.

O amistoso, no Defensores del Chaco, entre Cerro Porteño e São Paulo fazia parte do acordo entre os times para a transferência do zagueiro Diego Lugano, um dos principais reforços da temporada para o Tricolor. Ainda de acordo com a negociação, o time de Assunção ficaria com a renda da partida.

Sem poder contar com Lugano [ainda em busca da forma física ideal] no amistoso, o São Paulo teve a oportunidade de analisar outro reforço, o chileno Mena, que veio emprestado do Cruzeiro por um ano, além do novo técnico, o argentino Edgardo Bauza. Apesar das novidades, o Tricolor voltou a campo com a base do time de 2015 mantida.

 

Mena foi um dos primeiros reforços anunciados pelo Tricolor em 2016. Foi também um dos primeiros a estrear. (Créditos: Reprodução/Internet)

 

O Cerro, por outro lado, apresentou os diversos reforços da temporada e o novo uniforme da equipe. Agora, os dois times podem voltar a se encontrar na Libertadores, onde o São Paulo entra no Grupo 1 [caso passe pelo Cesar Vallejo na Pré-Libertadores] e o Cerro está no Grupo 8, com outro clube brasileiro, o Corinthians.

 

 

Sangue no olho

 

Se uma das grandes preocupações do ano anterior para o time do Morumbi era em relação a defesa, o primeiro jogo do time de 2016 deu uma aliviada no torcedor, que viu um time entrosado e fechado nos momento certos, apesar das falhas que ainda podem e devem ser corrigidas.

Mas o destaque do jogo foi Thiago Mendes, autor do gol da partida, que mostrou a mesma compactação defensiva que já apresentava em 2015. O volante demonstrou velocidade e visão de jogo, principalmente com a brecha aproveitada no segundo tempo, que lhe rendeu o gol do jogo. Confira!

 

 

Pelo bem ou pelo mal, quem também acabou se destacando foi Breno, que deu aos torcedores o que pensar. Com atuação regular, o zagueiro acabou expulso no segundo tempo após receber o segundo amarelo por discussão.

Antes disso, Breno vinha mostrando raça e vontade de jogar [companhia de peso para jogar ao lado do dios Lugano], o que parecia quase sempre em falta no time do Morumbi no ano passado.

Se o time do São Paulo andava morno, para não dizer frio, a partida amistosa deu novos ares ao elenco e esperanças de renovação para a torcida do Tricolor. O novo técnico demonstrou estar fazendo um trabalho importante, apesar do pouco tempo no comando.

A vitória, com uma boa atuação, mesmo sem importância, demonstra a capacidade do São Paulo de fazer bons jogos daqui pra frente, inclusive fora de casa, considerando que o Cerro é um forte em seu próprio campo. Lugano, que assistiu a tudo da arquibancada, só pode ter gostado do que viu. E o torcedor também.

 

Barbeiro Digital