Conheça a bola da Libertadores 2016

A Copa Libertadores só começa em fevereiro do ano que vem, mas a bola do campeonato já foi apresentada

Esporte
Data: 23 de dezembro de 2015
(Créditos: Reprodução/Internet)

No dia 2 de fevereiro do ano que vem, a bola começa a rolar pela 57ª edição da Copa Libertadores da América, que acontece anualmente desde 1960.

No último campeonato, o vencedor for o argentino River Plate, que disputou a final do Mundial de Clubes contra o Barcelona de Messi, Neymar e companhia, saindo derrotado por 3 a 0.

Para a próxima edição, que teve seu sorteio de grupos realizado na terça (22), a organização responsável pelo campeonato – a Conmebol – divulgou hoje (23) imagens oficiais da bola que vai entrar em campo pelos jogos.

A redonda é uma Nike Oregon III, usada nos campeonatos Espanhol, Italiano e  Inglês, com as cores branca, laranja e verde fluorescentes, além de detalhes em vermelho e o símbolo da Nike em amarelo. Diferente, chamativa e muito bonita.

 

A Nike Oregon III, bola da Libertadores 2016. (Créditos: Divulgação/Conmebol)

A Nike Oregon III, bola da Libertadores 2016. (Créditos: Divulgação/Conmebol)

 

Fim da amizade

 

Outra novidade em relação à edição da Libertadores em 2016 é o fim do patrocínio de 10 anos da Visa, que dava nome ao prêmio de artilheiro do campeonato. No sorteio dos grupos, a Visa só apareceu na homenagem ao artilheiro de 2015, o atacante argentino Gustavo Bou, do Racing.

Segundo a empresa, o contrato não foi renovado pois a Visa planeja focar em projetos globais, como o futebol (por meio da FIFA), a NFL (National Football League, nos EUA) e até mesmo os Jogos Olímpicos.

Mas, vale lembrar, a Visa esteve perto de retirar o patrocínio da FIFA, logo que começaram a ser divulgadas as investigações do FBI no futebol e na organização. Já a Conmebol, que teve seus últimos 3 presidentes presos, tem despertado bastante desconfiança. Seria esse o real motivo do fim da amizade de uma década?

 

Bola pra frente

 

Com os grupos formados e a bola devidamente apresentada, só resta esperar o início de um dos campeonatos preferidos da América.

Para os torcedores brasileiros, resta também torcer pelos nossos representantes na competição, especialmente Palmeiras e Grêmio, que pegaram grupos teoricamente difíceis, com times tradicionais na disputa.

No grupo 2, do Palmeiras, estão o Nacional, do Uruguai, e Rosario Central, com uma vaga ainda reservada para o vencedor do confronto entre o River Plate do Uruguai e a Universidade do Chile. O grupo do Grêmio, grupo 6, é ainda mais complicado. O time gaúcho ficou junto com o Toluca e dois recentes campeões da Liberta, o San Lorenzo e a LDU.

Quem teve sorte no sorteio foi o Corinthians, atual campeão do Brasileirão. O Timão é o cabeça de chave do grupo 8 e encara, na fase de grupos, o Cerro Porteño, o Cobresal e o vencedor do jogo entre Santa Fé e Oriente Petrolero.

O Atlético-MG, último time brasileiro a levantar a taça da competição, ficou como cabeça de chave do grupo 5, que conta com Colo-Colo, o Melgar e o vencedor do embate entre Independiente del Valle e Guaraní.

Já o São Paulo é o único brasileiro disputar a primeira fase, conhecida como Pré-Libertadores. O Tricolor encara o Cesar Vallejo por uma vaga no grupo 1, com River Plate (atual campeão da competição), The Strongest e Trujillanos.

 

 

Barbeiro Digital