O SUP vai invadir sua praia

Conheça um pouco do Stand Up Paddle, ou SUP, esporte que tem conquistado cada vez mais brasileiros, ganhando espaço em lagos, lagoas e praias

Esporte
Data: 5 de junho de 2016
[Créditos: Reprodução/Internet]

Uma prancha, um remo e um pouco de equilíbrio. É basicamente disso que você precisa para começar a praticar o Stand Up Paddle, esporte, variante do surf, que tem crescido no Brasil, embora tenha surgido no Havaí, ainda no século XX. No Stant Up Paddle, você se locomove pela água em uma prancha, utilizando um remo, em pé, como o próprio nome sugere.

O SUP, como ainda é conhecido, chegou em terras brasileiras por meio de nomes como Jorge Pacelli, Haroldo Ambrósio e Rico Souza, crias do surf que pouco a pouco trouxeram ao país equipamentos mais modernos e ajudaram a difundir a prática dessa atividade.

Celebridades e figurinhas carimbadas no Brasil também aderiram à prática, ajudando o SUP a ficar mais conhecido por aqui. Não são poucas as personalidades que são clicadas ou divulgam em suas redes sociais fotos em que praticam o esporte que também tem se tornado o “queridinho” dos famosos.

Com todo essa “fama” e o crescimento do número de praticantes, não é de se surpreender, por exemplo, que o Brasil já tenha há algum tempo sua própria associação para cuidar do esporte, a Associação Brasileira de Stand Up Paddle, além de diversos pontos de prática, escolas e mesmo competições espalhadas pelo território nacional, como o Campeonato Brasileiro de SUP Wave.

 

 

Modalidades

 

Um praticante remando em cima de uma prancha? Parece simples, mas o SUP também apresenta diferentes modalidades. Na Wave, também conhecida como SUP Surf, une-se o surf clássico ao SUP, onde se deve surfar ondas com o auxílio do remo. Nesta modalidade, a prancha de Stand Up Paddle se assemelha bastante a uma de surf, enquanto o remo, mais comprido, é feito de materiais mais leves e resistentes.

Já a Race é a modalidade em que os praticantes participam de corridas, ou seja, como em qualquer competição por velocidade, vence aquele que chegar primeiro. Nessa modalidade, as pranchas, por mais estabilidade, têm sua parte frontal parecida com a de uma canoa, enquanto os remos tem cabos mais longos e pás maiores, para garantir mais velocidade.

No freestyle, o importante é a quantidade de manobras que se é capaz de fazer com a ajuda do remo em cima de uma prancha de SUP, enquanto na rafting, os praticantes descem corredeiras em cima de suas pranchas. Haja mobilidade! Alguém se arrisca?

Além das modalidades, que contam com suas próprias competições, o Stand Up Paddle tem, ainda, outras variações, que incluem o SUP Pesca, onde o praticante utiliza a prancha para pescar, ao invés de um barco, e o SUP Yoga, onde a atividade indiana é praticada em cima de uma prancha de SUP.

 

 

Benefícios

 

Para quem pratica, além de um esporte, o SUP é um estilo e um meio de adquirir mais qualidade de vida, hábitos saudáveis e saúde no dia a dia e mesmo de se estar em contato com a natureza, a partir de uma visão privilegiada.

O esporte ainda trabalha o sistema cardiovascular, proporciona a tonificação de músculos como coxas e abdome [que devem se manter contraídos durante a prática, por conta do equilíbrio], além de contribuir para o equilíbrio do praticante e fortalecer os ombros e as articulações dos joelhos, quadris e tornozelos.

Se você busca um esporte que, aliado a hábitos saudáveis, te ajude a emagrecer e perder aqueles quilos extras que têm incomodado, o SUP também é uma ótima opção: ele queima cerca de 350 calorias a cada hora praticada.

Além disso, um dos maiores benefícios desse esporte em particular é o fato de que ele é praticado ao ar livre, em ambientes agradáveis como praias ou lagos, o que proporciona bem estar e saúde mental. Precisa de mais motivo para agendar sua primeira aula de Stand Up Paddle?

 

 

Prazer e liberdade

 

Quer começar a praticar o Stand Up Paddle? Então é bom saber que antes de sair comprando os equipamentos necessários, é importante fazer pelo menos uma aula com o instrutor, ter em mente seus objetivos com a prática [você quer apenas praticar ou pretende competir em alguma modalidade?] e saber qual tipo de equipamento melhor vai se adequar ao que você quer ou procura.

 

O equipamento certo é mais importante do que, à primeira vista, pode parecer. O tamanho do remo e da pá, por exemplo, influencia na agilidade, na velocidade e na força necessária, podendo contribuir com ou atrapalhar seu desempenho. A prancha, por outro lado, muda conforme o peso do praticante. [Créditos: Reprodução/Internet]

O equipamento certo é mais importante do que, à primeira vista, pode parecer. O tamanho do remo e da pá, por exemplo, influencia na agilidade, na velocidade e na força necessária, podendo contribuir com ou atrapalhar seu desempenho. A prancha, por outro lado, muda conforme o peso do praticante. [Créditos: Reprodução/Internet]

 

Outros cuidados e orientações para quem pretende começar a praticar o SUP incluem a hidratação constante, o uso de protetor solar e óculos escuros. Para garantir a segurança durante a prática na praia, é importante ainda, especialmente para os iniciantes, não se afastar muito da areia.

Se pra você, o problema é o equilíbrio necessário, quem pratica garante que não é tão difícil quanto se imagina ficar de pé na prancha e dar algumas remadas desde os primeiros treinos, mas vale lembrar que isso não é motivo para se abrir mão do colete salva-vidas, que deve ser usado até que o praticante se sinta completamente seguro.

Partiu, começar?

Barbeiro Digital