Raikkonen fica, diz Ferrari

A equipe italiana acaba com os rumores de ruptura e aposta novamente em Kimi e Vettel como dupla oficial em 2017

Esporte
Data: 8 de julho de 2016
Capa

Batido o martelo. O piloto finlandês Kimi Raikkonen irá permanecer como um dos nomes da Ferrari em 2017. O anúncio foi feito hoje [09] pela equipe italiana em Silverstone, palco do GP da Inglaterra, que será realizado no próximo domingo. A nota oficial da montadora encerra os rumores de que ele poderia ter a sua vaga ocupada por outro piloto.

A Ferrari anuncia que renovou o seu acordo técnico e de corrida com Kimi Raikkonen. A dupla de pilotos para a temporada de corridas de 2017 será composta pelo piloto finlandês e por Sebastian Vettel“, declarou a montadora em um breve comunicado oficial.

Após a certeza da permanência, Raikkonen, também reafirmou sua paixão pelo uniforme vermelho. “Se eu não estivesse motivado, eu não estaria aqui desperdiçando meu tempo ou o tempo da equipe. Eu sempre disse, quase dez anos atrás, que a minha última equipe seria a Ferrari e ainda é assim. O que acontecerá no futuro, eu não sei. O tempo dirá, mas eu geralmente não faço planos para um futuro muito longo“, afirmou o atleta.

 

 

A dupla

 

Com a permanência do astro da velocidade, a Ferrari repetirá a sua dupla de pilotos na próxima temporada da Fórmula 1: Raikkonen e o alemão Sebastian Vettel, que ostenta quatro títulos mundiais.

O vínculo de Vettel com a montadora italiana tem garantia até a próxima temporada e também deverá passar por uma avaliação.

 

dupla

A dupla Raikkonen e o alemão Sebastian Vettel permanecem como pilotos oficiais na temporada 2017. [Créditos: Reprodução/Internet]

 

Os resultados

 

Raikkonen conquistou seu primeiro [e único] título mundial em 2007, durante a sua passagem inicial pela Ferrari, onde permaneceu até 2009. Após dois anos fora da categoria, voltou a correr pela Lotus e acabou sendo novamente contratado pela equipe italiana em 2014.

Após o retorno, porém, Raikkonen, [que completa 37 anos em outubro] não venceu provas pela Ferrari. As subidas ao pódio foram apenas na qualidade de coadjuvante de seus companheiros de equipe: o espanhol Fernando Alonso, em 2014, e Vettel, no ano passado.

Embora considerado um “balde de gelo” no mercado de pilotos em 2017, o anúncio da Ferrari se fundamenta nos últimos desempenhos do piloto, que tem surgido mais consistente.

Nesta temporada, por exemplo, o finlandês está empatado em pontos com o alemão, ocupando o quarto lugar na classificação do Mundial de Pilotos por estar em desvantagem nos critérios de desempate.

Que comecem as acelerações! 

Barbeiro Digital