Será que valem os riscos?

Esporte
Data: 31 de julho de 2015
formula-1-barbearia-digital

Após um período de mais de nove meses em coma, o piloto Jules Bianchi faleceu no último dia 17. O caso ocorreu após uma colisão durante os treinos para uma das corridas do Campeonato de Formula 1, no Japão. Com o falecimento do jovem piloto ressurgem os questionamentos se realmente valem os riscos de investir na Fórmula 1, esporte no qual carros de corrida atingem velocidade surpreendentes.

O acidente de Bianchi também trouxe à memória de muita gente o acidente que vitimou o piloto brasileiro, Ayrton Senna, no ano de 1994. Verdade que daquela época para cá a tecnologia progrediu bastante como também os investimentos em segurança. O último registro de um acidente fatal na categoria aconteceu exatamente há 21 anos com a morte de Senna. Demonstra assim a evolução a nível de segurança. Mas, será que vale a pena entrar no cockpit de um carro, acelerar até o seu limite desafiando constantemente a morte?

Muitos seriam capazes de dizer que não, mas, ao levantarem o mesmo questionamento aos pilotos é quase unânime a resposta que apesar dos riscos a emoção sempre fala mais forte.

E quem nunca se imaginou está dentro de um daqueles cockpits? Pilotar uma Ferrari em Monza? Ou andar com tudo nas ruas de Monte Carlo?

Barbeiro Digital