Fraga e a África na SPFW

O estilista mineiro trouxe para a passarela refugiados que desfilaram não apenas sua moda, mas seu modo no mundo

Estilo
Data: 26 de abril de 2016
arte barbearia digital - spfw 06

Você pega modelos ’36, 38′ e acredita que o mundo é feito desse biotipo? Não é e é bom que não seja. Enxergar a beleza em toda idade, em todo tipo étnico e com background cultural diferente, eu acho que isso é lindo“.

A afirmação do estilista Ronaldo Fraga é a resposta que a esmagadora maioria dos homens gostaria de receber ao perguntarem o que é moda democrática.

Além de criar, Ronaldo sabe contar uma boa história como poucos e encerrou a primeira noite da São Paulo Fashion Week – SPFW com o tema “Re-existência”: uma viagem nossa sobre a problemática dos refugiados através de um olhar de Fraga.

Na passarela nenhum estereótipo convencional em desfiles de moda. Homens e mulheres em situação de refúgio no Brasil tomaram conta do espaço e apresentaram as apostas do estilista que  trouxe o conforto do linho, linho amassado, tule gaze e o colorido da esperança africana através de estampas usadas em blusas, shorts e calças.

Confira as apostas masculinas do estilista Ronaldo Fraga na edição 41 da SPFW:

 

Barbeiro Digital